a cave

Posted in poesia by homem da cave on Novembro 28, 2006







5. Naufrágio

A folha cai da árvore oscilando
Cai um barco aveludado que levanta ora a proa ora a ré
A folha cai no chão definitivamente
Aquele naufrágio nunca será descoberto
Porque todos pensam que é Outono.

O que faz cair a folha não é a estação do ano
Não é o apodrecimento que faz cair a folha
O que a faz cair é a atracção pela oscilação
Ser um barco desgovernado perto do naufrágio.
O que dá movimento à folha ao cair não é a brisa
O seu movimento é os nossos olhos virados para o invisível.
O que mexe realmente não se vê
Mas a folha é como um manto que cobre
Uma tinta despejada num fantasma.
Assistimos ao naufrágio do nada
Porque ninguém repara que se trata de um naufrágio.

A decomposição do movimento da folha ao cair
Como todos os estudos sérios e aturados
Faz-nos crer que cai muito lentamente.
A velocidade real do naufrágio da folha
Estala-nos nos dedos. Já passou.
Um leve apoio no solo, a proa mais hasteada
Ali ficará à espera que saqueiem os seus tesouros
Mas ninguém conhece estes importantes acontecimentos.











Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: