a cave

Posted in poesia by homem da cave on Fevereiro 22, 2007







32. cidade

as casas são contínuas
e a rua abre os braços
quebrando-as

mas toda a perfeição se perde
a tossicar nos concertos
expelindo a língua para perto do primeiro violino





2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. alice said, on Fevereiro 23, 2007 at 00.00

    agradeço uma visita silenciosa que me fez descobrir este espaço. agradeço também o link. é uma emoção muito grande agora. depois volto. um grande beijinho.

  2. maria said, on Fevereiro 26, 2007 at 00.00

    Espatifemos o mundo com palavras destas, grandes…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: