a cave

Posted in poesia by homem da cave on Junho 18, 2007













50.

patinhamos este fim de tarde espumoso
o vento, rangendo os dentes, distancia-nos

eis o contraste de cores que não distingo
de sons que não ouço
de pessoas que não vivem





Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. 3vairado said, on Junho 18, 2007 at 00.00

    Tinha-me esquecido de dizer que reparei que a cave foi caiada e re-arrumada; espero poder ver melhor o que nela se guarda.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: