a cave

Posted in poesia by homem da cave on Junho 22, 2007

 

 

 

51.

nesta rua ficou uma fila de casas no lado direito de quem desce
o lado esquerdo de quem desce desapareceu
e a rua manteve ironicamente o mesmo nome numa placa nova

o sabor da comida produz as mesmas descargas e emoções
a inclinação da rua é a mesma e o vozear das pessoas é quase o mesmo

agora da janela do meu olhar a rua é mais larga para o outro lado
na taberna poderei continuar a beber vinho branco de origem duvidosa
mas também cerveja à pressão amolecendo na esplanada recente

o céu desta rua é quase igual ao que conheci há mais de vinte anos

 

 

 

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. maria said, on Junho 23, 2007 at 00.00

    quase igual… como a cave, gostei do novo céu e do mesmo sentir

    abraço

  2. 3vairado said, on Junho 24, 2007 at 00.00

    Daqui a vinte anos talvez ainda seja possível olhar o céu, sem ter de pedir emprestado o pescoço das girafas…

  3. maria said, on Junho 25, 2007 at 00.00

    também tens un novo céu, e eu gosto mais

  4. Jorge A. S. said, on Junho 26, 2007 at 00.00

    Aprecio muito a forma como escreve. Assim como um pincel impressionista casado com uma saudável “despreocupação” zen…não sei..é o que me parece…

    Abraço.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: